23 janeiro, 2009

Besteiras a parte ...


Levamos desta vida apenas lembranças e otimas recordações do que vivemos, o que nos incomoda a gente deixa para trás ...


Compartilho com vocês um e-mail que acabo de receber de uma amiga de infância que como a descrevi no posto de seu Orkut (Êta ferramentazinha boa para achar amigos, sô!)


Ela é assim, vamos v se vcs conseguem vizualiza-la : Sabem aqueles fogos de artifícios que são bem barulhentos, bem iluminados, bem coloridos, que fazem desenhos lindos, que a gente nunca esquece? ... Pois é, assim é a Verônica ! Sua alegria pode ser escutada bem longe e irradia a todos seu belo sorriso, ilumina os quatro cantos, colore nossos dias e transforma nossos dias em belos desenhos ... Assim eu a conheci. Assim eu a reencontrei. E é assim que quero essa minha amiga, em minha vida... nesta vida e em todas as demais. Papai do céu bem que tentou, mas já decidiu, parentes seremos ... mas quando Theus e Vivi juntarem os trapinhos quando ela tiver 35anos (só porque a Verônica quer que seja nesta idade..) ... Desejo a ela: Saúde Paz Amor e essa Alegria de Viver ... SEMPRE!!! A cada dia, a cada lembrança, a cada conversa reencontro aquela “espoleta” que um dia passou pela minha infância, juventude e nunca foi esquecida!!! 24 de maio ... ta chegandooooooo ... vamos nos reencontrar pessoalmente. Nós e quase todas as amigas de nossa infância.... Vai se bão D+ !!!!!!



Eis o e-mail dela ....


De: Vê Mesquita [mailto:v.fam@hotmail.com]

Enviada em: sexta-feira, 23 de janeiro de 2009 15:41



Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço. Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para projetos megalômanos. Já não tenho tempo para conversas intermináveis para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral. Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: 'as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa... Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente ser feliz. Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena !
Horrível é não ter de que e de quem sentir SAUDADE!

Um otimo final de semana a todas!
Beijos no coração

Verônica Mesquita


....


Ei Vê, vamos juntar as jaboticabas que nos restam ?!?!?!?Ainda temos muito o que rir ...Quem quiser, pode juntar-se a nós ... e trazer sua bacia de jabuticaba, pitomba, tucumã ....

Um comentário:

Marluce disse...

Amizades especiais surgem quando aprendemos a admirar pessoas especiais como você!